A origem do bairro Pilarzinho está associada à colonização espanhola. Esses imigrantes eram devotos de Nossa Senhora do Pilar. Em homenagem a devoção foi construída uma capela em 1782 na área da atual Rua São Salvador. Essa capela era tão pequena que levou os moradores a chamarem o local de Pilarzinho. A capela foi reconstruída em 1932. Outra ligação do bairro com a religiosidade é a Cruz do Pilarzinho, localizada na atual Avenida Desembargador Hugo Simas, esquina com a Rua Raposo Tavares. Ninguém sabe quem e quando fincou a cruz, mas, o artefato de madeira que indicava posse de terra passou a ser símbolo de fé cristã.

Em 1854, ano em que Curitiba tornou-se capital da então Província do Paraná, o Pilarzinho entrou no grupo dos 27 Quarteirões da Cidade. Nessa época, imigrantes portugueses e alemães já moravam na região. Eles viviam em chácaras e cultivavam hortaliças, cereais e criavam gado. Devido ao desenvolvimento, a Câmara Municipal criou a Colônia Municipal do Pilarzinho. Na iniciativa, foram doadas terras na região a quem quisesse exercer atividade agrícola. Nesse projeto, propiciou o crescimento da imigração polonesa em 1871.

Por dentro do Pilarzinho

O bairro Pilarzinho tem 710 hectares, ocupando 1,63% do território curitibano. Segundo o Censo Demográfico do IBGE realizado em 2010, a população do bairro Pilarzinho é de 47,63% são homens e 52,37% são mulheres. A média de idade é 33 anos e a renda per capita varia entre R$2.200,00 a R$3.494,45. A maioria dos habitantes, 91,77% reside em casas e 100% da população tem acesso à coleta de lixo.

A elevação é uma das características do bairro. Por conta disso, o Pilarzinho tem muitas antenas de rádio e televisão, além de torres de transmissão de operadoras de telefonia. Mas, o bairro também possui um bom comércio, além de ser fácil o acesso ao centro. Outra marca do Pilarzinho é reunir os parques Tingui e Tanguá, o Bosque Zaninelli e o Memorial Ucraniano, três dos principais pontos turísticos de Curitiba.

Principais ruas, bairros próximos e pontos de referência

Ruas/Avenidas

Avenida Desembargador Hugo Simas

Rua Raposo Tavares

Rua Santa Cecília

Rua Gardênio Scorzatto

Rua Antônio César Casagrande

Rua Amauri Lange Silvério

Rua Francisco Caron

Rua Primeiro Ministro Brochado da Rocha

Bairros Próximos

Bom Retiro

Abranches

São Lourenço

Vista Alegre

Taboão

Pontos de Referência

Universidade Livre do Meio Ambiente

Parque Tanguá

Parque Tingui

Bosque Zaninelli

Bosque do Pilarzinho

Áreas Verdes e cultura

Parque Tanguá

Entregue à população em 1996, o Parque Tanguá tem 235.000 m2. O antigo complexo de pedreiras hoje preserva a bacia do rio Barigui. O espaço reúne aroeiras, imbuia, carvalhos, entre outras espécies vegetais. A fauna tem o joão-de-barro, a sabiá-laranjeira como alguns dos representantes.

O parque também possui espelhos d’água, mirante, além dos jardins Poty Lazzarotto, homenageando o artista plástico curitibano e outro em estilo francês. Para a prática de esporte, os visitantes têm pista de cooper e ciclovia.  O Parque Tanguá fica Rua Oswaldo Maciel e funciona diariamente das 8 às 6 da tarde. Para ir de ônibus, use as linhas Nilo Peçanha ou a Vila Nori (a partir da Praça Tiradentes).

Parque Tingui

Entregue à população em 1994, o Parque Tingui tem 380.000 m2. O nome é homenagem aos índios tinguis, exímios fabricantes de utensílios de pedras e armas. Mas, o parque também celebra os ucranianos. No Memorial Ucraniano tem exposições, palco, mirante, loja e um monumento em formato de pêssanka, ovos pintados à mão para celebrar a Páscoa.

O parque reúne espécies vegetais e animais como a bromélia, erva-mate, carvalho, o joão-de-barro, a sabiá-laranjeira e bem-te-vi. Para a prática esportiva, tem ciclovia, pista de cooper e canchas de vôlei e futebol.

O Parque Tingui fica entre a Rua Fredolin Wolf e a Rua José Valle, no bairro São João. Para chegar de ônibus, use as linhas Raposo Tavares, Bracatinga e Fredolin Wolf que saem da Travessa Nestor Castro, próxima a Catedral Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Para ir ao Memorial Ucraniano, use a Linha Turismo http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/transporte/linha-turismo. O parque funciona ininterruptamente, já o Memorial Ucraniano abre de terça a domingo, das 10 às 6 da tarde.

Bosque Zaninelli

Entregue à população em 1992, com a presença do pesquisador Jacques Cousteau, o Bosque Zaninelli era uma área de exploração de granito. O local tem 37.000 m2 e decretado como área de preservação ambiental desde sua inauguração. O espaço tem vasta mata nativa representada por espécies como a araucária. Já a fauna tem corujas, sabiás, joão-de-barro, entre outras espécies. O bosque abriga a Universidade Livre do Meio Ambiente (UNILIVRE) e biblioteca.

O Bosque Zaninelli fica na Rua Victor Benato. O bosque funciona diariamente das 8 às 7 da noite. A universidade funciona de segunda a sexta das 8 às 2 da tarde e das 2 às 6 da tarde. A biblioteca funciona 2ª, 4ª e 6ª das 2 às 6 da tarde e 3ª e 5ª das 8 ao meio-dia e das 2 às 6 da tarde.

Bosque Pilarzinho

O Bosque Pilarzinho tem 28.146 m2 .O bosque nativo garante a não invasão irregular. Outra atração é o Córrego dos Imigrantes. Os visitantes têm quadras polivalentes, cancha de futebol e vôlei, playground e mesas de xadrez. O bosque também possui ciclovia por toda a extensão, seguindo para a Rua Manife Tacla no Eixo de Animação Pilarzinho até a Rua Nilo Peçanha. O Bosque Pilarzinho fica na Rua Manife Tacla com Rua Alexandre Schroeder. Funciona de segunda a sexta das 8 às 6 da tarde.

Gastronomia

Cenacolo Restaurante & Eventos

Localizado em um sobrado, o Cenacolo Restaurante & Eventos é especializado em comida mediterrânea. A carta de vinhos é diversificada e o site apresenta as melhores harmonizações para cada tipo. Na última quinta-feira do mês é realizado um Jantar Harmonizado. Na ocasião, os clientes degustam vinhos selecionados e são orientados por um sommelier. É preciso fazer a reserva no site. O Ceanacolo Restaurante & Eventos fica na Avenida Desembargador Hugo Simas, 1873.

Nostra Casa Pizzaria e Esfiharia

Inaugurada em 2010, a Nostra Casa tem capacidade para 160 pessoas. No cardápio, pizzas salgadas com recheios diferenciados como camarão ao molho branco e filé mignon ao molho de mostarda. Tem as tradicionais esfihas de queijo e carne, além dos recheios doces como morango com chocolate. A pizzaria também serve beirutes, kibes e porções. Quem levar os filhos tem espaço kids. O local tem ainda acessibilidade e wi-fi. O Nostra Casa Pizzaria e Esfiharia fica na Rua Raposo Tavares, 747.

Gostou de aprender a história do bairro curitibano Pilarzinho? Acompanhe o site Top 10 Curitiba para conhecer as histórias e curiosidades dos bairros de Curitiba. 

 


 

Parque Tanguá – Curitiba

O bairro de Curitiba, Pilarzinho, inicialmente era uma região de chácaras de imigrantes alemães. Hoje, abriga alguns dos principais pontos turísticos da cidade, que são os parques Tanguá e Tingüi, responsáveis por movimentar um grande capital entre os espaços gastronômicos e de presentes, a região é bastante procurada aos finais de semana, não apenas pelos curitibanos mas também por pessoas da região metropolitana.

Por estar em uma região elevada é conhecida pela grande demanda de antenas de rádio e televisão.

O bairro abriga cerca de 27 mil habitantes, e faz divisa com os seguintes bairros: Abranches, Bom Retiro, São João, São Lourenço, Taboão e Vista Alegre.
Empresas do Bairro: Desentupidora Pilarzinho

Deixe uma resposta