Quando um curitibano ouve a palavra Cabral, associa o bairro três coisas:

  • A Igreja Bom Jesus que primeiramente era uma capela que foi construída no ano de 1901, e depois com a chegada dos imigrantes italianos foi construída a igreja que está lá até hoje desde 1914. Ela é conhecida pelos seus belos vitrais, o órgão com 1980 tubos e o belíssimo altar-mor, que foi trazido da Itália que foi produzido com requinte gótico nele está reproduzido em relevo a Anunciação de Maria e o Presépio
  • O completo Graciosa Coutry Club, possuindo um espaço de aproximadamente 235 mil m² e é reconhecido como local de encontro da população curitibana. A criação do clube foi idealizada no século XX quando imigrantes europeus chegaram a Curitiba, eles alegavam que a capital paranaense precisava de novos hábitos. Foi inaugurado no ano de 1927 e a grande atração era o grande campo de golfe.
  • A tragédia no bairro que aconteceu no dia 2 de setembro de 1976, um caminhão da Expresso Catarinense Trasportadora, carregava 1500 kg de dinamite e teve um princípio de incêndio e então explodiu deixando 80 feridos e 2 mortes, além de atingir varias lojas, escolas, mais de 90 casas e abriu uma cratera na rua São Luiz. Foi decretado estado de calamidade pública e os desabrigados foram alojados no ginásio do Clube Atlético Paranaense.

O nome do Bairro foi escolhido em meados do século XIX. Quando a família influente dos Cabral morava na região e cederam um espaço para ser construído a Capela Bom Jesus. Por conta da grande doação, homenagearam a família decretando Cabral como o nome do bairro.

Deixe uma resposta